Burndown e Burnup no Scrum: como avaliar o desempenho da sua equipe

Burndown e Burnup

Os gráficos de Burndown e Burnup na metodologia Scrum mostram como está a produtividade da sua equipe em relação aos prazos determinados durante a fase de planejamento do seu projeto.

Embora sejam muito simples de entender e produzir, sua utilidade na gestão de projetos é muito grande. Eles oferecem uma visualização rápida de como anda o desempenho da equipe em relação ao cronograma estabelecido para o projeto, o que traz alguns benefícios.

Um bom gerente de projetos sabe o quanto tempo é importante para o sucesso de cada projeto realizado. No início, haverá uma previsão das tarefas necessárias para a conclusão do projeto, e é comum o senso de urgência das partes interessadas exigir que tudo seja feito “para ontem”, mesmo que isto seja uma tarefa impossível.

Dessa forma, manter um olho na velocidade em que cada etapa é concluída torna-se essencial. Isto é importante não apenas para o gerente de projetos, que poderá fazer ajustes em seu planejamento de acordo com a produtividade da equipe, mas para a própria equipe, que poderá ver facilmente se está adiante ou não do cronograma estabelecido.

Você pode pensar que estas informações estão claras em sua mente e na mente da sua equipe, e que seu gerente de projetos não precisa se dar o trabalho de levantar e apresentá-las em um gráfico. Porém, como gostamos de lembrar em nossos conteúdos, existe um poder muito grande na visualização, e você sempre deve buscar aproveitá-lo da melhor forma possível em seu negócio.

Apresentar este gráfico de forma que todos os envolvidos no projeto possam vê-lo será muito mais útil para deixar todos consciente, por exemplo, de atrasos no cronograma, do que ter seu gerente de projetos lembrando isso a todos continuamente.

Assim, o peso emocional negativo que vem junto com esta cobrança (que é necessária para trazer o projeto de volta ao cronograma estabelecido), é direcionado para uma ferramenta de gestão, o gráfico de Burndown ou Burnup; o que servirá muito melhor a você e sua equipe. Dessa forma, seu gerente de projetos ainda pode se dar o direito de fazer observações quando o gráfico estiver apresentando um desenvolvimento a frente do esperado, reconhecendo o bom trabalho da equipe (e ganhando pontos positivos eles através da informação apresentada no gráfico).

Burndown e Burnup dependem de boas estimativas

Antes de entender como construir seus gráficos de Burndown e Burnup, é preciso entender que eles dependem da qualidade de suas estimativas. Se você está investindo em melhorar a sua gestão de projetos, usando as metodologias e ferramentas de gestão que indicamos em nossos conteúdos, suas estimativas devem sempre estar melhorando com o tempo.

Isto porque um dos grandes focos da gestão de projetos é registrar conhecimento sobre o que é feito em seus projetos. Dessa forma, você terá registros claros de quanto tempo cada atividade da sua produção precisa para ser concluída, e poderá melhorar cada vez mais suas estimativas – não apenas de prazos, mas de custos diretos e indiretos, previsão de lucro real e orçamentos.

Se você não estiver usando as oportunidades para reunir e registrar estes dados relevantes, é possível que suas estimativas estejam ruins. Dessa forma, prazos maiores do que o necessário podem fazer parecer que sua equipe está produzindo bem, estando sempre à frente do esperado. Enquanto prazos que superestimam a capacidade de produção da sua equipe podem fazer parecer que ela está produzindo pouco, ficando sempre atrás do esperado.

Como funcionam os gráficos de Burndown e Burnup

Burndown

No gráfico de Brurndown, temos dois eixos: o eixo horizontal X, que representa o tempo de um sprint (ou qualquer outra iteração em metodologias diferentes da Scrum – conheça melhor o ciclo de vida Scrum), e o eixo Y, que representa o esforço necessário para completar o sprint, geralmente medido no Scrum como Story Points (pontos de histórias).

A razão do Scrum usar Story Points ao invés de horas (ou outras medidas temporais), é devido ao fato de desenvolvedores diferentes terem produtividades diferentes em suas horas de trabalho. Isto por terem experiências, referências e conhecimentos diferentes que os ajudam a desenvolver seu trabalho. Story Points, portanto, tornam-se uma unidade que mede o “Esforço” necessário para realizar uma tarefa – o qual terá uma estimativa média mais próxima entre desenvolvedores diferentes.

Linha de desenvolvimento ideal

A linha de desenvolvimento ideal é uma linha reta que vai do total de tarefas necessárias a serem feitas no início do sprint até cruzar o eixo X na data prevista para o final da sprint, mostrando que não há mais trabalho a ser feito.

Esta linha depende das estimativas feitas durante a fase de planejamento do projeto. Caso você esteja começando a implementar metodologias de gestão de projetos e ainda não tenha registros da produtividade da sua equipe, suas estimativas podem não ser muito precisas. Neste caso, o desenvolvimento do seu projeto pode parecer a frente ou atrás do cronograma, porém, ao criar um registro de cada projeto, suas previsões irão se tornar mais precisas com o tempo.

Linha de desenvolvimento real

A linha de desenvolvimento real é a parte do gráfico que representa o progresso real das atividades do sprint. Esta linha começa igual a linha de desenvolvimento ideal, e todos os dias (ou unidade temporal que estiver sendo usada no gráfico) um novo “ponto” será adicionado nela, o qual irá mostrar quantos Story Points restam no sprint.

A linha de desenvolvimento real provavelmente não irá acompanhar a linha de desenvolvimento ideal do seu gráfico, mas flutuará acima ou abaixo dela. Se sua linha real estiver acima da ideal, isso indica que existem mais tarefas a serem concluídas naquele momento do que o esperado – seu sprint está atrasado, de acordo com o cronograma. Caso sua linha real esteja flutuando abaixo da linha ideal, isto significa que foram concluídas mais tarefas do que o esperado para aquele momento no sprint – seu sprint está a frente do cronograma esperado.

Apesar de esperarmos uma diferença entre estes elementos do nosso gráfico, sua linha de desenvolvimento real nunca deve se distanciar muito da ideal. Caso isto aconteça, existe a possibilidade das previsões feitas estarem muito distantes da realidade (com produtividade tanto acima como abaixo do ideal), ou de que algo tenha acontecido para atrasar o projeto. Neste caso, é importante buscar entender o que está acontecendo no desenvolvimento do projeto e ajustar os seus prazos, assim como as expectativas das partes interessadas.

As diferenças entre Burndown e Burnup

Burnup

O gráfico de Burnup é muito parecido com o de Burndown, pois, ambos compartilham o mesmo objetivo: apresentar o trabalho estimado e o progresso do seu desenvolvimento ao longo do sprint. Existe uma diferença simples entre os dois: o gráfico de Burndown parte do total de trabalho a ser feito e mostra a redução deste valor conforme tarefas são concluídas, enquanto o gráfico de Burnup parte do zero (no eixo X), e cresce conforme tarefas são concluídas em direção ao total de trabalho necessário para concluir o sprint.

Ou seja, ambos apresentam a mesma informação, de forma invertida.

Esta diferença existe apenas para se ajustar a sua preferência de visualização da informação. Você prefere ver o trabalho total sendo concluído e seu gráfico representando isto em direção ao objetivo zero, onde não há mais trabalho a ser feito, ou prefere ver seu trabalho sendo representado como uma linha crescente, que mostra tudo o que já foi concluído em direção ao objetivo final do sprint? Fica por sua escolha.

Com estas informações, você poderá aplicar os gráficos de Burndown ou Burnup como ferramentas de gestão úteis para evitar atrasos em seus projetos de forma eficiente. Caso você ainda tenha dúvidas sobre este tema, sinta-se à vontade para escrever em nossos comentários ou entrar em contato via nosso canal de suporte, no canto inferior direito desta página.

Quer conferir se você entendeu mesmo o uso dos gráficos de Burndown e Burnup? Então veja esse vídeo do Adriele Ribeiro para conferir.


Gostou deste artigo? Não esqueça de compartilhar.
Flowup Site
error

Gostou do Blog? Compartilhe! :)

Acelere o crescimento da sua empresa.Fale agora com um especialista!
+