Guia completo da gestão de pessoas nas organizações

Gestão de pessoas 01

Você provavelmente pode notar, pelo tempo que já está no mercado, que as empresas têm passado por um momento de transformação. Uma das principais mudanças observadas nesta transformação é a forma como os funcionários são vistos. Hoje, chamados de colaboradores, eles são parte de uma política que os considera como capital humano essencial. São incluídos assim na cultura organizacional das empresas; e, neste contexto de inclusão, nasce a gestão de pessoas.

Mais do que gerenciar a contratação e os pagamentos destes colaboradores, essa é uma forma de pensar em toda a permanência do profissional na empresa. Para isso, é preciso compreender exatamente o que é a gestão de pessoas, quais são suas aplicações e seus impactos na empresa como um todo.

Por isso, neste texto, vamos abordar todas essas questões e esclarecer sobre como a gestão de pessoas influencia sua empresa. Além de explicar o que significa, vamos também conversar sobre as possibilidades que ela traz, caso seja implementada em seu negócio. Acompanhe!

O que é gestão de pessoas?

Também conhecida como administração de recursos humanos, a gestão de pessoas envolve a observação e o aprimoramento do capital humano da empresa. Uma confusão comum é acreditar que ela é a mesma coisa que Recursos Humanos (RH).

Essas áreas conversam entre si, mas, na realidade, envolvem objetivos diferentes. O RH refere-se a técnicas para lidar com a presença de diferentes indivíduos na empresa. Já a gestão de pessoa objetiva a valorização do profissional.

Idalberto Chiavenato, um dos maiores estudiosos brasileiros sobre o assunto, destaca que os funcionários podem ser observados de duas formas:

Se a empresa os considera como recursos, eles são considerados parte do patrimônio físico da empresa; devendo ser valorizados e mantidos da mesma forma como é importante fazer uma boa gestão de documentos e de outras propriedades.

Por outro lado, há a possibilidade de observá-los como colaboradores. Neste ponto de vista, eles integram o capital humano e intelectual da empresa.

Para o autor, esse é o foco da gestão de pessoas.

O capital humano é um dos ativos mais importantes para cada organização. É ele que possibilita o aprimoramento e o crescimento da empresa. Por isso, a gestão de pessoas foca na motivação dos funcionários a partir de alguns pontos:

  • Valorização e motivação: são dois pontos essenciais, que andam em conjunto. Todo funcionário deve ter seu trabalho valorizado, por meio de programas de desempenho e promoções. Outros pontos, como o estímulo para a formação, também são ações de valorização. Já a motivação é o contínuo estímulo dos funcionários. Para que a empresa tenha sucesso, é essencial que os colaboradores estejam alinhados a cultura organizacional. O famoso “vestir a camisa” é uma forma de mantê-los engajados; tanto com suas metas pessoais, como com o crescimento da empresa;
  • Comunicação: buscar sempre melhorar a comunicação de seus colaboradores é essencial para que a gestão de pessoas aconteça. Todos os funcionários devem ser capazes de estabelecer diálogos em todos os níveis. Seja qual for a hierarquia, ela não deve ser um problema para que o diálogo possa ser estabelecido;
  • Treinamento: oferecer aos funcionários opções de treinamento é um dos passos essenciais para buscar alcançar eficiência operacional na sua empresa. Esse é um investimento importante. Uma forma de ser eficiente é descobrir quais são as áreas em que os funcionários têm interesse. É possível oferecer treinamento online ou em outras modalidades.

Esses passos garantem uma gestão de pessoas eficiente e focada nos interesses de todos. Reconhecimento, conexão e crescimento são importantes para o ser humano e, como trabalhador, seu colaborador contribuirá muito mais para o crescimento da empresa caso veja isto presente em sua rotina de trabalho. Um passo importante é planejar ao buscar implementar a gestão de pessoas.

Gestão de pessoas (2)

Como aplicar a gestão de pessoas nas organizações?

Muitas organizações têm dúvidas sobre como começar a implementar uma boa gestão de pessoas em sua política de trabalho. Um bom líder entende como mudanças na rotina de seu time podem ser mal recebidas, e como resistências a estas mudanças podem prejudicar seus planos para melhorar o ambiente de trabalho para todos.

Neste momento, buscar um bom direcionamento para fazer mudanças graduais é essencial. O foco não é mudar a cultura organizacional da sua empresa ou suas políticas de trabalho do dia para a noite, mas começar a apresentar um novo direcionamento para sua equipe; e caminhar gradualmente nesta nova direção.

“Não se pode mudar aonde se está do dia para a noite, mas pode-se mudar a sua direção” – Jim Rhon.

Com esse objetivo, algumas práticas simples podem ser adotadas para implementar a gestão de pessoas na sua organização. A partir delas, é possível realizar uma transição fácil e efetiva. Abaixo, listamos para você cinco práticas que podem lhe ajudar neste processo. Veja!

  1. Contrate pessoas capacitadas: a contratação é o primeiro passo dentro de uma política de gestão de pessoas. Os funcionários devem ser capacitados para a função, bem como precisam se identificar com a cultura organizacional. Logo na entrevista, o candidato deve ser questionado sobre pontos importantes, como sua percepção do negócio. Outra questão é que, na gestão de pessoas, considera-se capacitado não quem apresenta o maior número de especializações, mas aquele que tem a melhor identificação com os projetos desenvolvidos pela empresa, um bom alinhamento com os valores da organização, e disposição para crescer como profissional em sua área de atuação;
  2. Deixe as expectativas claras: desde o primeiro momento de contato, é essencial que o funcionário tenha em mente quais são os objetivos da empresa e o que a organização espera dele – notar os candidatos que demonstram atenção a estes tópicos também é importante. Isso vai além do cargo pelo qual ele é contratado: envolve a relação do colaborador com a empresa. Além disso, ao iniciar o ciclo de vida de um novo projeto é importante definir as responsabilidades de cada colaborador, e estimular atos de liderança em cada um deles, para que eles se envolvam emocionalmente com o projeto e tenham um maior senso de responsabilidade para com o trabalho atribuido a eles.
  3. Forneça os recursos necessários: de nada adianta ter a melhor mão de obra possível, comprometida e engajada com a cultura organizacional da empresa, e que compreende as expectativas da mesma, se os recursos necessários para a atuação e aprimoramento de suas atividades não estejam presentes. Se a empresa se compromete a entregar aprimoramento constante, ela deve dar os recursos para que isso aconteça. Por exemplo, se um funcionário entra na empresa sabendo que precisa cumprir uma meta diária, mas quando é colocado em seu posto de trabalho, descobre que a máquina da qual depende está sem manutenção, ele não conseguirá atingir as expectativas e se sentirá frustrado – pela empresa esperar algo dele e não demonstrar uma preocupação para que ele tenha tudo o que precisa para exercer sua função bem. Por isso, a empresa deve se comprometer a sempre oferecer os recursos necessários aos seus colaboradores;
  4. Fomente o crescimento dos colaboradores: seja por meio de cursos ou de políticas de aprimoramento, o funcionário deve ter as ferramentas necessárias para conseguir atingir seus objetivos. Programas de mentoria, oportunidades de crescimento de carreira, entre outros, também são importantes para a evolução constante dos colaboradores. Na gestão de pessoas, a empresa deve ser cumprir também a função de instrumento de valorização do seu capital humano, promovendo uma melhoria contínua e criando uma identificação cada vez mais forte com as políticas apresentadas.
  5. Transforme a empresa: de nada adianta contar com pessoal preparado e motivado se a empresa não for transformada em um ambiente propício ao crescimento profissional, que não seja tóxico para os envolvidos. Na gestão de pessoas, todos os envolvidos devem adotar a política da empresa e buscar crescer dentro dessa visão. Por isso, se a organização ainda não realiza uma gestão de pessoas, ela deve instaurar entre os seus funcionários todos os principais tópicos e fomentar a cultura organizacional de forma ativa.

O principal para uma transição saudável é que a empresa compreenda quais são seus objetivos e permita que os colaboradores tenham acesso a essa informação. A partir disso, o desenvolvimento dos demais passos torna-se simples e consegue-se obter sucesso rapidamente.

Assim como os objetivos de seus projetos, todos os objetivos da sua empresa devem ser traçados como objetivos SMART, ou como OKRs (Objectives and Key Resultos, do inglês, objetivos e resultados chaves – no sentido de essenciais ou porincipais). Isto fará com que seus colaboradores consigam contribuir muito mais para alcançá-los.

Como implementar a gestão de pessoas em projetos?

Se você trabalha com projetos em sua empresa, nós do Flowup sugerimos que adote a gestão de pessoas o mais rápido possível. Uma boa gestão do material humano é necessária para as empresas conseguirem alcançar os seus objetivos. Além disso, é um recurso importante para a competitividade no mercado. Por isso, é essencial que ela seja valorizada.

Quando se pensa a gestão de pessoas em projetos, na verdade, está se adotando uma forma de pensar a empresa com um foco não apenas nas atividades feitas por cada colaborados, mas no potencial do capital humano como um todo.

A união das duas frentes permite um maior desenvolvimento da empresa. Observa-se cinco pontos diferenciais na adoção da gestão de pessoas em empresas que também trabalham com gestão de projetos. Veja quais são eles a seguir!

  • Capacitação interna: deve-se promover de forma contínua a capacitação de seus colaboradores. Quando se fala de gestão de pessoas na área de projetos, fala-se também de uma política de favorecimento da resolução de problemas. Por isso, a capacitação deve ser um dos focos, pois permite uma ampliação do conhecimento e favorece o pensamento analítico das situações;
  • Valorização do feedback: quando se está realizando uma gestão de projetos, é normal que, em seu desenvolvimento, encontre-se falhas e acertos. Compartilhar com os colaboradores o desenvolvimento realizado e apontar quais pontos podem ser melhorados é promover um ambiente de trabalho mais positivo. Além disso, com um feedback direcionado, o funcionário sente-se valorizado;
  • Monitoramento da produtividade: os funcionários envolvidos nos projetos, quando há uma gestão de pessoas, conseguem ser avaliados de forma mais precisa. Isso significa que a produtividade deles pode ser observada de perto e qualquer problema encontrado consegue ser resolvido mais rapidamente;
  • Adequação das pessoas ao projeto: na gestão de pessoas, os pontos fortes são reconhecidos e incentivados. Isso significa que os colaboradores podem ser inseridos em projetos que se adequem com o seu perfil. Essa prática é muito efetiva e favorece o desenvolvimento profissional, sem contar na melhora da qualidade do projeto que é entregue;
  • Maior importância no cumprimento das metas: toda organização tem metas, assim como todo funcionário também as tem. É essencial que as metas coletivas sejam consideradas de primeira importância, pois elas são o principal guia no desenvolvimento de qualquer atividade, e que as metas pessoais sejam alinhadas de acordo com os prazos de entrega dos projetos envolvidos. Com a gestão de pessoas, os funcionários, além de serem inseridos na cultura organizacional, são educados quanto à importância de estar dentro daquele espaço. Por isso, as metas coletivas tornam-se também metas pessoais;
  • Aumento do percentual de cumprimento das atividades: por se sentir valorizado, o colaborador passa a ser mais eficiente. Por isso, quando se tem uma gestão de pessoas integrada com sua gestão de projetos, as atividades tendem a serem entregues. Em outras palavras, existe menos abandono de tarefas e um aumento da qualidade do produto entregue;
  • Promoção de uma cultura de incentivo e reconhecimento do esforço: o foco da gestão de pessoas é o colaborador e sua contribuição para com a empresa. Isso permite um ganho de material humano, ao mesmo tempo em que se desenvolve a empresa. Após o recebimento de feedback e das outras práticas, o profissional se sente reconhecido, percebendo que seu lugar dentro da empresa é essencial.

Aderir a uma gestão de pessoas em conjunto com uma boa gestão de projetos é garantir a valorização do capital humano, ao mesmo tempo em que se garante a realização de um trabalho de qualidade.

Gestão de pessoas (3)

Quais são os impactos que a gestão de pessoas provoca?

A gestão de pessoas impacta a empresa de diferentes formas. Desde sua implementação, observa-se que as organizações conseguem sentir melhoras significativas em diferentes pontos a partir da instituição dessa nova política.

Especialmente em três áreas, as mudanças foram significativas. Veja mais sobre isso a seguir.

Impacto no RH

O primeiro setor a sentir as mudanças da gestão de pessoa é o de Recursos Humanos. Mais do que administrar questões burocráticas, essa área precisou acompanhar a situação do funcionário como ativo importante para o desenvolvimento da empresa.

Assim, incluíram-se conhecimentos de psicologia no tratamento dos funcionários. Por outro lado, a percepção do capital humano como uma engrenagem essencial para o desenvolvimento das relações criou a necessidade de avaliações de rendimento que medissem a produtividade e promovem o aperfeiçoamento.

Logo, o RH assume na gestão de pessoas um papel mais complexo, que envolve o cuidado do material humano de forma completa. Para auxiliar nessa nova função, existem alguns recursos tecnológicos, mas em grande parte, a transformação deve ser encontrada na forma como ele é direcionado.

Impacto no clima organizacional

Outra área que tem impacto direto é o clima organizacional. Aqui, a atuação do RH é essencial. Para observar as mudanças necessárias e estimular a continuidade das boas ações, são necessários dados que direcionem todas as ações.

Assim, é possível também observar o ambiente de trabalho para ter uma equipe de sucesso. A cultura organizacional depende da mesma forma de um espaço de trabalho que seja positivo e, principalmente, que promova uma boa saúde.

A gestão de pessoas também consegue observar a necessidade de programas de benefícios que sejam voltados para o engrandecimento profissional. Porém, ao ter o foco na pessoa, a empresa passa também a oferecer formas de promoção da saúde mental e aumentar a qualidade de vida.

Com essas ações, os funcionários se sentem atendidos pela empresa e passam, efetivamente, a promoverem uma identificação com a cultura organizacional. Com esse envolvimento, os funcionários demonstram acolhimento e divulgam a empresa de uma forma positiva.

Impacto na competitividade

Empresas são espaços naturalmente competitivos. Muitos funcionários sentem que a pressão por uma produção ideal, em conjunto com as políticas de crescimento profissional, sejam perigosos para o desenvolvimento e a permanência no espaço de trabalho.

Com a gestão de pessoas, os pontos fortes e fracos de cada funcionário são identificados com facilidade, e podem ser trabalhados ativamente. Além disso, o ambiente é propício para a melhoria contínua, pois os objetivos da empresa estão sempre claros para todos os colaboradores.

De forma mais direta, existe também o impacto da criação de um ambiente onde há uma competitividade saudável, sem que isso cause uma pressão extra nos colaboradores. Dessa forma, todos os envolvidos sabem que podem alcançar seus objetivos sem precisar, de alguma forma, desmerecer os companheiros, mas contando com sua colaboração.

A gestão de pessoas é uma área importante nas empresas. Os resultados obtidos a partir da adoção dessa metodologia são consistentes e demonstram como é possível desenvolver o material humano sem que isso cause qualquer problema aos indicadores de performance.

Quando se observa a aplicação da gestão de pessoas dentro da gestão de projetos, é possível notar um desenvolvimento real da empresa como um todo. Por isso, a gestão de pessoas tem se tornado um dos pontos principais para o sucesso empresarial.

Quer aprender um pouco mais sobre gestão de pessoas? Vamos indicar para você este vídeo no canal do professor Marco Ferrari, que traz uma introdução do que é gestão de pessoas; caso você se interesse, ele tem toda uma playlist sobre o assunto que você pode acompanhar.

Ficou com alguma dúvida sobre o tema? Entre em contato com nossos especialistas! Eles poderão ajudar você a implementar a gestão de pessoas na sua organização.

Gostou deste artigo? Não esqueça de compartilhar.
Flowup Site
error

Gostou do Blog? Compartilhe! :)

Acelere o crescimento da sua empresa.Fale agora com um especialista!
+