Conheça o código de cultura da melhor empresa para se trabalhar no mundo

código de cultura

A HubSpot é a melhor empresa para se trabalhar no mundo, segundo a “Best Place to Work 2020 Employees’ Choice Awards”, promovida pelo site Glassdoor. Esse é um portal em que funcionários podem avaliar anonimamente os defeitos e qualidades da empresa em que trabalham. Ao final de cada ano, essa pontuação é contabilizada e todas as empresas votadas são rankeadas, segundo as notas dos seus próprios funcionários. 

Não é a primeira vez que a HubSpot entra na lista dos mais bem votados, já sendo reconhecida outras 4 vezes. Porém, em 2019 ela ficou na 16° posição, subindo para a primeira em 2020. O que fez a empresa avançar tantas posições no ranking? Segundo os seus próprios líderes, foi principalmente uma coisa: cultura organizacional.

Talvez na sua mente venha salário, benefícios, plano de carreira, porém a tendência é que cada vez mais, a cultura da empresa, ou seja, a sua missão, valores e jeito de trabalhar, seja aquilo que atrai e satisfaz os funcionários. Quer saber o que a HubSpot faz para obter 97% de aprovação dos seus funcionários? Então, acompanhe a leitura, porque vamos detalhar cada parte do código de cultura dessa empresa. Vamos lá?!

O que é o código de cultura?

Antes de entrarmos no assunto específico que vamos tratar nesse texto, primeiro é importante deixar todo mundo na mesma página sobre o conceito de cultura organizacional.

Pode ser que você não saiba exatamente o que significa ter um código de cultura. Esse é um conceito que ainda não está muito presente nas empresas brasileiras, por isso talvez você desconheça, mas não é nada muito complexo. 

Para entender o que é o código de cultura, primeiro é preciso entender que toda empresa possui uma cultura, seja ela organizada por um código ou não. Pode ser que a liderança não tenha definido muitas regras ou que os valores da empresa não sejam incentivados no dia a dia dos funcionários. Mesmo assim, uma cultura de trabalho vai sempre se estabelecer. 

Ela é percebida principalmente pelas “regras invisíveis” do escritório. Por exemplo, a liderança da empresa é acessível a todos ou não? Há uma pressão para ficar até mais tarde no trabalho ou o contrário disso? O ambiente é bem-humorado ou não há espaço para piadas? Todos esses exemplos demonstram a cultura que há em uma empresa e que muitas vezes não está descrita em nenhuma regra. 

O esforço de criar um código é para materializar o que a empresa já é e/ou o que ela pretende ser. Claro que não é um documento mágico. Para que ele seja real, a prática envolve ações tanto da parte dos colaboradores quanto da liderança. Mas, ele funciona como uma promessa e um acordo entre os dois. 

O código de cultura tem uma função muito importante para o funcionário, que é a de trazer um senso de propósito. Mostra como o trabalho dele vai além da função que ele desempenha. Também serve para atrair para o time pessoas que possuam fit com a instituição. Isso ajuda a diminuir a rotatividade de funcionários e gastos rescisórios. No geral, o benefício é mútuo.

Agora que já está bem claro o que significa esse termo, vamos ver em detalhes como é cultura organizacional da HubSpot. 

Código de cultura HubSpot

A HubSpot é uma empresa americana que existe desde 2005, cujo principal produto é uma plataforma com ferramentas de marketing, para ajudar pequenas e médias empresas a crescerem. Se você já ouviu falar de Inbound Marketing, ou até usa essa estratégia em seu negócio, agradeça ao Hubspot, pois, foram eles quem criaram a metodologia.

Nesses 15 anos de história, a companhia cresceu bastante, tendo hoje mais de 70 mil clientes em 120 países, com um valor de mercado de bilhões de dólares.

Para manter essa estrutura gigante, a empresa já alcançou a marca de mais de 3300 funcionários, distribuídos em escritórios de 9 países diferentes, além de funcionários remotos pelo mundo todo. 

Como é possível perceber, isso é bastante gente. Pessoas diferentes, com culturas e hábitos distintos. Como fazer todas essas pessoas terem o mesmo entendimento do negócio e como incentivá-las a dar o seu melhor no trabalho a cada dia? 

A principal resposta da empresa para esse desafio foi estabelecer e continuar reforçando sempre o código de cultura da empresa. Ele é dividido em 7 partes, que indicam ações para quais os funcionários devem estar sempre direcionados. Vamos conhecer agora uma a uma.

1. Nos comprometemos loucamente com a nossa missão e métricas

Nessa primeira declaração a empresa já deixa claro o que é importante que os funcionários tenham sempre em mente: a missão e a visão da companhia. Isso é muito importante, porque é justamente quando esse tema é vivido na prática, que a empresa ganha funcionários leais. 

“Nossa missão é ajudar as pequenas e médias empresas a crescerem. Queremos transformar a forma como elas atraem, engajam e encantam seus clientes”

Perceber na prática que o trabalho realizado vai muito além do que a sua função é inspirador e traz mais engajamento ao time. Ainda mais atualmente que as pesquisas demonstram que, para as novas gerações, ter um alto salário e benefícios é menos importante do que ter propósito. 

Ao mesmo tempo, eles também deixam claro o compromisso que eles têm com as métricas. Afinal, só é possível obter os recursos para financiar a missão ambiciosa, se os resultados do negócio acompanharem.

2. Procuramos relações de longa prazo e resolvemos para o cliente

“Resolva para o cliente” 

Essa é uma espécie de mantra da companhia, que deixa bem claro o compromisso que tem com as pessoas que confiam no seu serviço. Mais do que satisfazer os clientes, eles desejam encantar. Isso significa ir além, entregar mais, porque a meta é fazer eles terem sucesso e por consequência a empresa ter sucesso também. Sendo assim, o código evidencia fortemente que a cada decisão a tomar, o colaborador deve se perguntar “onde está o cliente nessa história? E o que ele ganha com isso?”. 

Porém, há uma ressalva. Encantar os clientes não é sair dando coisas de graça. Aí que vem a parte das relações de longa prazo. Em vista de manter esse compromisso, é preciso que a empresa sobreviva no curto prazo. 

Portanto, o código coloca a responsabilidade nas mãos do colaborador de encontrar soluções para exceder a expectativa dos clientes, mas sem comprometer os resultados da empresa. Afinal, uma empresa falida não ajuda ninguém.

3. Nós compartilhamos abertamente e somos extraordinariamente transparentes

“Compartilhamos (quase) tudo”

O compromisso da HubSpot com o compartilhamento de informações e a transparência é tão forte que eles optaram por criar uma seção no código específica para isso. A empresa declara que compartilha o máximo de informações que consegue, desde o balanço financeiro, às reuniões da gerência e mesa diretora. 

Todas as informações sempre disponíveis para quem quiser. As únicas informações protegidas são as que a lei não permite ou as que não competem exclusivamente à companhia, como os salários dos funcionários.

No door police

Na HubSpot todos tem acesso a todos. Eles afirmam que isso nem é uma política de “portas abertas”, mas sim uma políticas de não ter portas, literalmente falando. Ninguém na empresa possui um escritório, para justamente indicar que todos estão acessíveis. 

Entretanto, eles fazem uma ressalva. Transparência não é igual a democracia. Isso significa que todos têm voz, mas nem sempre todos têm voto. 

4. Somos a favor da autonomia e do espírito de dono

Você já deve ter ouvido essa declaração sobre outras empresas, porém a forma como HubSpot leva isso é tão além que você pode até estranhar. Isso porque, de maneira geral, a empresa não possui políticas e procedimentos determinados. Ela substitui tudo isso por apenas 3 palavras, que empodera o colaborador para decidir praticamente qualquer coisa: 

tenha bom senso.

Qual é política da empresa sobre fazer home office, ir ao médico, beber em eventos, entre tantas outras coisas? “Tenha bom senso”. Essa é a única resposta que o código oferece. Ou seja, decida você mesmo. 

Cliente > time > indivíduo

Para ajudar nessa decisão eles dão essa cola. Ainda indicam que entre os interesses da companhia e do cliente, vale mais o do cliente, reforçando a segunda regra do código. O que mais importa são os resultados. Sendo assim, eles não ligam para número de horas trabalhadas, onde você vai escolher trabalhar e até quanto tempo você vai tirar de férias (sim, as férias são ilimitadas), desde que o funcionário traga resultados. 

Porém, para manter toda essa autonomia dos funcionários, a empresa precisa ter muita confiança neles. É por isso que a HubSpot toma muito cuidado com quem contrata. O que nos leva ao próximo tópico.

5. Acreditamos que nossa principal qualidade é ter pessoas fantásticas no nosso time

Para garantir que isso seja sempre verdade, eles indicam 5 valores que eles mais valorizam nas pessoas que trabalham por lá. 

Humildade: pessoas que compartilham o crédito, mas que também possuem responsabilidade.

Empatia: ter compaixão pelos clientes, parceiros e colegas.

Adaptação: em constante mudança, em constante aprendizado.

Notável: ser útil, engenhoso e efetivo no que faz.

Transparente: ser aberto e honesto, sempre pronto para ensinar e aprender.

O compromisso da empresa em contratar pessoas com esses valores é tão grande que ele colocam o fit cultural, acima das habilidades técnicas e experiências dos contratados. Ou seja, vale mais alguém que está de acordo com a cultura da empresa mas seja inexperiente, do que uma pessoa super qualificada que não tem fit. 

Eles fazem assim, porque para a HubSpot, um ovo podre no time pode fazer desabar toda essa cultura criada. Assim, eles não demoram para demitir pessoas não se encaixem nesses termos, mesmo que estejam fazendo um bom trabalho. A cultura é o principal a ser mantido. 

6. Ousamos ser diferentes e questionar o status quo

A HubSpot acredita que resultados notáveis raramente vem dos produtos com risco moderado, por isso eles incentivam seus funcionários a se arriscarem. Dados mostram que as empresas costumam começar com ideias excepcionais mas com o tempo vão se tornando comuns, por conta do medo de errar. 

Na HubSpot a experimentação é encorajada e os erros na tentativa de inovação não são um problema. Um erro só se torna um problema quando ele é repetido. Isso a empresa não tolera. 

“Pense simples”

Para ser diferente, eles reforçam que é preciso simplicidade. Por isso, é preciso ficar muito atento a complexidade que surge naturalmente e qualquer coisa que se faz. O código afirma que não tem como adicionar simplicidade, apenas retirar complexidade, para isso é necessário revisitar sempre os processos. 

“Será que tal regra é necessária? Será que é preciso fazer essa reunião? Esse relatório ainda tem utilidade?”. Esses são os tipos de pergunta que se deve fazer constantemente para simplificar os processos. Ou seja, nada de reuniões que poderiam ser um email.

7. Reconhecemos que a vida é curta

Por fim, o código traz a brevidade da vida para justificar todo o esforço de fazer esse acordo funcionar. A vida é curta e o trabalho ocupa uma grande parte dela, portanto a ideia é tornar esse momento o mais divertido e com significado possível.

Não gostou de alguma coisa? Fale. Não fique guardando ressentimento e vivendo mal a sua vida. Porém, quando for fazer isso, faça com compaixão e bondade. Além disso, a empresa também traz a importância do cuidado com a saúde, demonstrando as ações que ela promove para gerar um ambiente de trabalho mais saudável. 

Esse foi o código de cultura da empresa HubSpot visto em detalhes. Como foi possível perceber, eles levam bastante a sério esse tema e creditam o seu sucesso principalmente a isso. Se fosse possível retirar os dois valores mais importantes que representam esse código, diríamos que são a autonomia e a transparência. Nesse código eles são levados ao extremo e tem dado certo!

Por fim, é importante destacar que desenvolver uma cultura assim, não é algo que acontece da noite para o dia. É uma construção. Também não basta ter um  documento com ideias legais, é preciso que isso seja real na prática. Sendo assim, use esse manual como referência para aplicar boas práticas na sua empresa também. 

Gostou deste artigo? Não esqueça de compartilhar.
Flowup Site
error

Gostou do Blog? Compartilhe! :)

Acelere o crescimento da sua empresa.Fale agora com um especialista!
+