Saiba o que são as metodologias ágeis e como elas ajudam o seu projeto

saiba o que são metodologias ágeis e como elas ajudam seu projeto

As metodologias ágeis são conjuntos de práticas que visam à entrega rápida e de alta qualidade do produto ou serviço e que promovem um processo de gerenciamento de projetos que incentiva a inspeção e adaptação frequente. Assim, as equipes conseguem lidar com imprevistos e podem realizar alterações antes da conclusão do projeto.

A maioria dos projetos ao redor do mundo é concluída com sérios problemas ou, muitas vezes, nem é concluída. Porém, alguns gestores conseguem solucionar problemas extremamente complexos por meio de priorização e divisão de tarefas, mas uma situação como essa, em um projeto, é extremamente rara.

É preciso deixar claro que as metodologias ágeis são recursos excelentes, capazes de prover a otimização de processos e fornecer características únicas a cada uma das fases de um empreendimento. A metodologia Scrum, por exemplo, é responsável por um conjunto de práticas que visam à inclusão de aspectos importantes em um projeto, como equipes interdisciplinares, senso de colaboração e auto-organização.

Interessou-se pelo assunto? Então, leia o artigo e entenda o que são metodologias ágeis, qual a sua importância e como elas ajudam seu projeto. Não deixe para depois!

Qual a importância das metodologias ágeis?

As metodologias ágeis estão cada vez mais presentes no mercado de desenvolvimento de software quando o assunto é conseguir entregar trabalhos com mais qualidade e no prazo estabelecido. Elas já se tornaram uma necessidade estratégica.

Com ela, a qualidade na entrega de algum trabalho é garantida por haver uma melhor aplicação das práticas ideais, que é possível com a realização frequente de testes para cada uma das funcionalidades. Isso ajuda a identificar qualquer problema com antecedência de uma forma que o produto final possa ser entregue conforme o prazo estabelecido e as especificações acordadas com o cliente.

Mais rapidez nas entregas

As entregas dos produtos podem ser mais rápidas porque o cliente acompanha um software real com as funcionalidades em cada etapa do projeto. Desse modo, é possível entregar um produto de boa qualidade em pouco tempo. Essa forma é entendida como a mais válida porque as empresas que adotam essa tecnologia acreditam que é melhor validar o projeto em cada etapa diretamente com o cliente em vez de gastar tempo e dinheiro.

Software de maior qualidade

Como, durante o desenvolvimento do software, ele passa por diversos processos e fica em contato com o cliente para validação, é difícil não considerar que a sua qualidade melhorará. Por meio de todos esses processos de validação, o produto final terá mais segurança a cada etapa do projeto com base em tudo que já foi realizado, testado e validado até então.

Mais independência e produtividade para a equipe

Essa otimização do tempo não é só vantajosa por economizar e realizar uma entrega mais rápida. Outra consequência positiva disso é ter uma maior rentabilidade da equipe. Afinal, não será necessário ter preocupações burocráticas com documentações longas e complicadas, contratos e ferramentas rígidas que possam atrapalhar uma resposta rápida para imprevistos.

Desse modo, a equipe pode se tornar mais independente para lidar com os eventuais problemas de um projeto e aprender como solucioná-los. O resultado é mais produtividade e menos perda de tempo como poderia ocorrer com o uso das metodologias tradicionais.

Flexibilização dos softwares

Além disso, é muito comum que os clientes peçam para que haja alterações no produto. Por isso, a cada versão recebida, é possível que ele envie sugestões de alterações e os responsáveis pelas alterações já comecem a fomentá-las para as próximas fases do projeto.

Ou seja, para que uma mudança possa ocorrer e o cliente possa sair mais satisfeito, não é preciso que isso ocorra apenas na etapa final do projeto como ocorria antes, de forma rigorosa. Desse modo, o software desenvolvido se torna mais flexível.

Bom gerenciamento do risco

Claro que essa constante comunicação com o cliente e a flexibilidade para alterar o que ele pede tornam mais fácil gerenciar os riscos de um projeto. Isso porque o cliente tem um maior controle e pode identificar os possíveis problemas que um produto pode apresentar e reportá-los aos desenvolvedores para que sejam solucionados rapidamente.

O que é Scrum?

A primeira dúvida que você deve ter é: “o que é o Scrum?”. Podemos dizer que Scrum é uma das maneiras de se utilizar metodologias ágeis em projetos. Sua principal função é auxiliar a gestão e o desenvolvimento de projetos que necessitam de entregas rápidas.

A utilização do Scrum permite que a empresa e seus gestores se tornem mais competitivos e forneçam soluções inovadoras para o mercado, no exato momento em que as demandas surgem. O surgimento do Scrum está diretamente ligado à necessidade de oferecer agilidade aos projetos de desenvolvimento de softwares que precisavam ser inseridos no mercado com urgência. Apesar de estar ligado à área de TI, o método pode ser aplicado em qualquer tipo de projeto.

Seu funcionamento se inicia pela divisão do projeto em ciclos, conhecidos como Sprints, nos quais há uma série de atividades que devem ser executadas em determinado espaço de tempo.

O Kanban é uma das metodologias ágeis?

Essa metodologia está se destacando no mercado como uma das maneiras de realizar o gerenciamento ágil em projetos de todo o mundo, por ser completamente adaptável a qualquer empreendimento, independentemente da cultura dos usuários.

O principal objetivo do Kanban é buscar a evolução, e não a revolução. Essa ferramenta permite a organização das atividades e dos processos de movimentação de materiais e produtos de uma forma visual. Sua estrutura é simples, formada por um quadro dividido em etapas: “a fazer”, “em execução” e “finalizado”. Além do quadro, é comum a utilização de cartões e blocos de stick notes, que são usados de acordo com o andamento das atividades.

Garantir um ritmo de produção sustentável, evitando gargalos, delays e excesso de produtos em estoque é um dos benefícios de adotar o Kanban. O progresso de trabalho de uma organização deve ser determinado de acordo com a capacidade de execução da tarefa e de seus respectivos limites.

E o gráfico de Gantt?

Criado às vésperas da 1ª Guerra Mundial pelo engenheiro Henry Gantt, o gráfico de Gantt é amplamente utilizado em todo o mundo. O acompanhamento e os processos de gestão de projetos se tornam mais fáceis de realizar com a utilização dessa ferramenta.

As barras horizontais representam o tempo necessário para a execução de cada uma das atividades do projeto, que estão dispostas na posição vertical. Obviamente, pode-se criar variações do gráfico de Gantt separando as tarefas de cada colaborador, por exemplo.

A principal utilidade dessa ferramenta é auxiliar os gestores no planejamento, no controle e na análise das atividades de determinado projeto, seja qual for seu segmento. A interface ilustrativa e a possibilidade de enxergar, com clareza, o avanço das etapas do projeto com o passar do tempo são vantagens consideráveis.

As metodologias ágeis são excelentes maneiras de ajudar o gerente de projetos a obter melhores resultados. Seja pelo Scrum, seja pelo Kanban, seja pelo gráfico de Gantt, é fundamental a aplicação desses conceitos.

Para facilitar esse processo, pode ser interessante a utilização de softwares específicos. Procure por opções que ofereçam a integração de informações importantes, como banco de horas e gestão financeira. Assim, será possível colocar as metodologias ágeis em prática de maneira eficaz. Pense nisso!

E aí, gostou do nosso artigo? O que achou das metodologias ágeis? Quer obter novos conhecimentos sobre esse tema? Então, que tal assinar a nossa newsletter e receber as nossas atualizações de conteúdo? Não deixe para depois, hein?

kanban para uma gestão eficientePowered by Rock Convert
Gostou deste artigo? Não esqueça de compartilhar.
Flowup Site

Gostou do Blog? Compartilhe! :)

Acelere o crescimento da sua empresa.Fale agora com um especialista!
+