Descubra o que é e qual a importância da gestão de produtos!

o que é gestão de produtos

As empresas estão cada vez mais preocupadas com a experiência do usuário e buscam adequar os produtos e serviços de acordo com as necessidades e expectativas dos consumidores. É aí que entra a gestão de produtos e o papel que ela tem para que a estratégia organizacional e a satisfação dos clientes estejam alinhadas.

Elaboramos o artigo de hoje para falar mais sobre o assunto, explicando o que é essa gestão, por que ela é importante e quais benefícios que ela proporciona. Continue acompanhando a leitura para saber mais sobre o assunto!

O que é a gestão de produtos?

De maneira resumida, podemos dizer que a gestão de produtos é o setor responsável por identificar o interesse dos clientes e conectá-los à estratégia da empresa, orientando o desenvolvimento do produto. O que inclui:

  • características;
  • funcionalidades;
  • design.

Vale ressaltar que a experiência do consumidor deve sempre ser o foco do planejamento, visto que é ele quem determina se o item terá sucesso no mercado.

A gestão de produtos se difere da gestão de projetos pelo simples fato de que este é um processo que tem início, meio e fim. O produto, por sua vez, é o resultado de um processo. Na prática, a equipe pode desenvolver um projeto voltado para o lançamento de novos itens, e o resultado desse planejamento são os bens que serão ofertados.

Por que ela é tão importante para os negócios?

É de responsabilidade da gestão de produtos desenvolver todos os aspectos relacionados aos itens. Isso vai desde os detalhes que influenciarão na experiência dos clientes até os objetivos estratégicos de determinado bem.

A partir disso, pode-se dizer que ela está ligada ao ciclo de vida completo de um produto. Desde o momento em que ele é planejado até a decisão de descontinuar as vendas. Por isso, ela também integra várias áreas da empresa — como comercial, logística e marketing — que ajudam a identificar as mudanças no comportamento do consumidor, fazer previsão de demanda e a divulgação dos produtos.

Como ciclo de vida do produto, entendem-se os estágios por que os itens passam desde quando são elaborados até o momento do declínio (e a consequente interrupção das vendas). São quatro fases:

  • introdução;
  • crescimento;
  • maturidade;
  • declínio.

O último estágio é quando o bem é tirado de circulação no mercado e, provavelmente, trocado por uma nova solução que atenda melhor às necessidades dos clientes.

Logo, a gestão de produtos precisa monitorar todas as fases, bem como o comportamento dos consumidores em cada uma delas, a fim de identificar as principais falhas e poder corrigi-las nas próximas atualizações ou elaborar um novo item que seja mais completo — do ponto de vista de quem compra.

Quais benefícios ela proporciona?

A gestão de produtos, quando bem executada, proporciona diversos benefícios para as organizações. Entre os principais:

  • aumento da qualidade dos produtos e serviços agregados;
  • ganho de satisfação do cliente;
  • possibilidade de aumentar o market share;
  • maior competitividade no mercado;
  • diferenciação da concorrência.

Como você pôde ver, a gestão de produtos é fundamental para que uma empresa perceba e consiga oferecer, na prática, aquilo que o cliente busca em determinado momento. Ela é um dos pontos que influenciam diretamente no relacionamento do negócio com seus consumidores.

O que achou deste post? Quer continuar acompanhando outros assuntos relacionados à gestão? Então assine a nossa newsletter e fique por dentro das novidades!

assine flowup pro

Comments

comments

Flowup Site

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *