Como elaborar um ótimo briefing de criação?

como elaborar um otimo briefing de criação

Se você não aguenta mais reclamações de clientes sobre prazos expirados, orçamento estourado e retrabalhos em excesso, já passou da hora de elaborar o briefing de criação na sua empresa!

Funcionando como um formulário com informações completas sobre o trabalho a ser executado, o briefing, na prática, é como se fosse um contrato fechado com o cliente, visando instruir o designer com relação ao caminho a ser percorrido até a entrega do serviço.

Neste post, vamos te dar algumas dicas para criar ótimos briefings de criação para a sua empresa. Acompanhe:

Quais informações incluir no meu briefing de criação?

Prazo de entrega, orçamento (embora algumas agências prefiram deixar o orçamento para contrato distinto), definição do que pode ser refeito, detalhamento minucioso acerca do pedido do cliente e um breve histórico sobre a empresa. Tudo isso é essencial em um briefing de criação.

O estabelecimento dessas informações é fundamental na prevenção de desentendimentos futuros, resguardando o profissional caso o cliente resolva simplesmente mudar a proposta inicial arbitrariamente. Além disso, para a agência, elas representam uma ótima forma de saber quais profissionais, materiais e ferramentas serão necessárias para a plena execução do job.

Quais erros evitar ao elaborar um briefing de criação?

Se tratando de briefings, esquecer de anotar qualquer uma das informações que citamos acima é um erro fatal. Para o designer, por exemplo, não ter insights confiáveis que o ajudem a entender a expectativa do cliente é como trabalhar no escuro, sempre à espera de uma série de refações de última hora, que compromete as entregas e resultados.

Imagine que ele venha a desenvolver uma logo totalmente descolada e moderna, sendo que o cliente é um notório conservador. O briefing existe justamente para evitar erros graves como esse, poupando assim o tempo de toda a equipe.

Qual a importância de um briefing padronizado para a agência?

Um briefing tende a passar por vários setores da mesma empresa – da criação até o administrativo. A padronização desse documento agiliza o trabalho de todos, já facilita para um diretor localizar apenas as informações que ele necessita. Sem contar que um briefing que abranja todo tipo de informação necessária é uma segurança para o designer, que não precisará correr atrás do cliente para pegar dados básicos que passaram batido.

Caso o contrato de trabalho tenha sido estipulado por horas, é fundamental apresentar uma planilha que se aproxime ao máximo da realidade de execução do serviço. Assim, o cliente vai entender que, se ele pedir algo a mais do que foi estipulado no briefing, terá que arcar com o custo de horas extras.

Se o contrato em questão se basear em entregas, o briefing deve detalhar o prazo de cada uma delas e, de preferência, em linguagem menos técnica. Layout, wireframe e logotipo  são alguns dos termos que precisam ser esclarecidos ao cliente.

Colocando em prática as dicas acima, você certamente estará pronto para elaborar briefing de criação! Se você gostou do conteúdo de hoje, que tal compartilhar esse post para que ele ajude também os seus amigos?

Comments

comments

Flowup Site

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *