O que você precisa saber sobre o ciclo de vida do projeto

ciclo de vida do projeto

O ciclo de vida do projeto é composto por cinco fases, que agrupam conjuntos de atividades. Ao final de cada fase, a equipe deve ter um entregável — uma solução — pronto para uso imediato.

Dessa forma, é possível controlar com maior precisão a execução do projeto, responder rapidamente às mudanças do mercado e evitar retrabalho.

O que mais você pode saber sobre ciclo de vida do projeto? Confira na sequência!

Como funciona

O ciclo de vida é dividido em cinco etapas, que indicam a evolução dos trabalhos rumo à sua conclusão:

  1. iniciação: é o momento da idealização do projeto, onde as ideias são colocadas para todos os envolvidos e trabalhadas para que contribuam para a definição do escopo;
  2. planejamento: as ideias concebidas são transformadas em planejamento estratégico, com a definição de táticas e ações a serem desenvolvidas;
  3. execução: é quando o projeto é colocado em andamento, conforme o planejado;
  4. controle: ocorre concomitantemente a todo o projeto, com o acompanhamento de indicadores de desempenho;
  5. encerramento: corresponde à entrega do projeto e consequente registro de finalização, com o aval de todos os envolvidos.

As etapas

Dentro de cada uma das etapas, existem fases a serem desenvolvidas, que são determinadas com base na complexidade do projeto e necessidade de gestão da equipe.

A construção de um galpão para armazenagem é menos complexa do que a construção de um edifício residencial, por exemplo. Assim, o primeiro projeto pode ter menos fases do que o segundo.

Na construção do galpão, as fases poderiam ser: desenho da planta; fundação; levantar as paredes; elétrica e hidráulica; construir o teto; fazer o acabamento. Já na construção do edifício, entrariam outras questões, como acessibilidade, iluminação, design de interiores, etc.

Cada fase tem várias atividades. Essas atividades devem gerar um produto final. No desenvolvimento de softwares, por exemplo, um entregável poderia ser um dos módulos do software.

Por que determinar o ciclo de vida do projeto

Ao conhecer o ciclo de vida do projeto você se torna capaz de gerenciá-lo com maior confiança, tendo todos os aspectos sob seu controle.

Especialmente em projetos da área de tecnologia da informação, em que as soluções são desenvolvidas com o uso de metodologias ágeis de projetos, como o Scrum, essa prática permite diminuir riscos e aumentar o valor agregado para o cliente.

A cada fase concluída são feitas reuniões de reviews, isto é, a equipe avalia o trabalho feito, analisa as falhas e corrige o que precisar antes de seguir adiante. Também são dimensionados os custos do projeto, verificado se o orçamento está dentro do esperado e se é possível prosseguir com o trabalho.

Essa prática confere maior agilidade para a equipe nas fases seguintes, aumenta a qualidade dos entregáveis, uma vez que as falhas são corrigidas, e permite melhor controle financeiro do projeto.

Como determinar

Cada projeto tem seu ciclo de vida próprio, ditado pela complexidade da solução que se está desenvolvendo. Nesse sentido, cabe à equipe do projeto dimensionar quais serão as fases, as atividades e os entregáveis em cada etapa.

Existem métodos para determinar quanto tempo cada fase levará, sendo que um dos principais é basear-se na experiência e know-how da equipe em projetos semelhantes.

Também é possível usar o método do caminho crítico, onde são identificados os gargalos de cada atividade para que a equipe dê maior atenção a esses momentos e evite atrasos. Outras opções são a técnica PERT e a estimativa paramétrica.

Quer saber mais sobre ciclo de vida do projeto? Assine nossa newsletter e não perca nenhuma informação!

kanban para uma gestão eficiente

Comments

comments

Flowup Site

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *